sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Carne, veneno para o corpo e para a alma

A maioria dos seres humanos come carnes, principalmente no Ocidente. Hoje entendendo que não necessitamos de ingerir carnes na nossa alimentação, tomei consciência do que é carne e em 1.979, deixei por completo de comer carnes de todas as espécies.
Esta matéria é para mostrar a quem interessar, sobre os males que as carnes causam às nossa saúde, física, psíquica e principalmente a Espiritual. Todos gostam de saborear um bife bem temperado ou um churrasco e outros tipos de cardápios a base de carnes. Mas ninguém talvez parasse para analisar de onde vem e o que acontece para que as carnes cheguem até você.
Sabemos que o corpo humano é formado de 1/3 (um terço) de substancias sólidas, ou seja, de minerais e com os nossos afazeres do dia, vamos gastando e temos a necessidade de repor, como não temos condições de retirá-los da terra e ingeri-los; então comemos os vegetais que os contém em sua totalidade. Os vegetais absorvem estes minerais, através
de suas raízes na terra, como seus alimentos e nos comemos os vegetais, comendo assim os minerais e demais nutrientes necessários ao nosso organismo, suprindo as nossas necessidades.
Nós humanos não temos nenhuma característica de carnívoros, o nosso organismo foi construído para alimentar-mos de vegetais, vamos mostrar as diferenças entre nos humanos e os animais carnívoros como segue: Visto que o ato de comer, principia nas mãos e na boca, o que poderá nos revelar a anatomia destas partes do corpo. Os dentes humanos
e dos animais herbívoros são projetados para mastigar e triturar substâncias vegetais. Os seres humanos não possuem os dentes agudo frontais que se destinam a cortar carne, característico dos carnívoros. Os animais que comem carne geralmente deglutem seus alimentos, sem mastigá-los e, portanto não necessitam dos dentes molares e de uma
mandíbula capaz de mover-se lateralmente, também a mão humana sem unhas aguçadas com seu polegar que pode fazer oposição aos outros dedos que é mais adequado para colher frutas e vegetais do que para capturar uma preza.
Outra diferença é com relação a digestão da carne, uma vez que no estomago ela necessita de sucos digestivos altamente concentrados em acido clorídrico. Os estômagos dos seres humanos e dos animais herbívoros produzem menos de um vigésimo de concentração de ácidos em relação aos carnívoros. Uma outra diferença crucial entre o carnívoro e o
vegetariano é na parte intestinal, onde o alimento é digerido e os nutrientes passam para o sangue. Um pedaço de carne é parte de um cadáver e sua putrefação cria catabólitos venenosos dentro do corpo, dessa forma a carne deverá ser eliminada rapidamente. Com esse objetivo os carnívoros possuem intestinos que são três vezes o tamanho do seu
corpo o que faz a eliminação mais rápida. Os intestinos do homem e dos animais herbívoros são de mais ou menos de sete a dez vezes o tamanho de seu corpo. Neste caso a carne fica retida por um tempo mais longo, produzindo uma grande quantidade de efeitos tóxicos indesejáveis, principalmente o câncer no cólon ( intestino grosso). Os órgãos mais
afetados por essas toxinas, são os rins, estes órgãos vitais que eliminam os catabólitos do sangue são sobrecarregados pelo excesso de veneno, introduzido pelo consumo de carnes. Mesmo que comam carne moderadamente eles necessitam trabalharem três vezes mais que o normal. Os rins das pessoas jovens podem resistir, mas só por um tempo, porque à medida que a pessoa vai envelhecendo o risco de doença e a insuficiência renal aumenta. Um outro
fator importante na diferença dos animais carnívoros com os herbívoros e o homem é a incapacidade do corpo humano de lidar com as gorduras animais, principalmente em excesso, como acontece na maioria dos casos, não é natural, porque os animais carnívoros podem neutralizar quantidades quase ilimitadas de colesterol e de gorduras saturadas sem
quaisquer efeitos adversos, por outro lado o organismo humano, tem capacidade muito limitada de lidar com qualquer nível de colesterol e de gorduras saturadas que ultrapasse o limite requerido pelo corpo. Daí o acumulo de gorduras nas paredes internas das artérias, desencadeando o surgimento da arteriosclerose, ou seja, o endurecimento das artérias,
dificultando o fluxo de sangue para o coração, aumentando os riscos de infartos cardíacos, derrames e coágulos sanguíneos.
Muitas doenças físicas são causadas pela ingestão de carnes, no caso de colites, irritação da mucosa intestinal, câncer no cólon (intestino grosso), brucelose, aftosa, Pênfigo (fogo selvagem), causada pela ingestão de carnes de animais silvestres e vários tipos de verminoses entre elas a cisticercos, causada pela Taenia (solitária), onde o seu ovo é
levado pela corrente circulatória indo alojar em várias partes do corpo, principalmente no cérebro e medula espinhal, ocasionando convulsões e paralisias. A maioria das carnes contém hormônios e antibióticos que são injetados nos animais e que vão para o organismo humano, aumentando ainda mais os desequilíbrios orgânicos. Segundo pesquisas realizadas,
os frangos de granjas contêm aproximadamente 85% de toxinas e as carnes vermelhas 80%. Entre outras pesquisas realizadas nos Estados Unidos a doença conhecida como Mal de Parkinson, é causada por uma substancia da carne vermelha, nesta pesquisa, colocaram dois grupos com a doença, em um grupo suspenderam a ingestão de carne vermelha e deram doses de vitaminas B6 o outro grupo continuou alimentando normal. Durante seis meses foram analisar o resultado e concluíram que o grupo que não comeu carne vermelha e tomaram vitamina B6, tiveram uma melhora de 50% e o outro continuou a mesma coisa e verificaram que esta substancia da carne vermelha danifica parte dos neurônios.
Como vemos, não temos necessidade nenhuma de ingerir carnes, nem mesmo devido à proteína. Porque os animais cujas carnes são ingeridas pelo ser humano, eles não comem proteínas, apenas ingerem capins e grãos, onde contém os aminoácidos necessários para formar as proteínas no seu organismo, assim também procede no corpo humano.
Devemos entender que se você ingere proteína ela vai decompor em aminoácidos no estomago e posteriormente vai recompor em proteínas no intestino, portanto devemos ingerir aminoácidos sim e não proteínas.

Outro fator importante é que os animais carnívoros, são agressivos ferozes, possuem mau cheiro devido o seu tipo de alimento, já os herbívoros são calmos e dóceis e são muito mais fortes e saudáveis, assim como o boi, elefante entre outros. Assim também procede no ser humano, os que comem carnes.
A ingestão de carnes é um alimento negativo para a parte psíquica do homem, como já dissemos, torna-os mais agressivos e rudes e ainda mais, as energias emanadas dos animais ficam impregnadas nos corpos energéticos (áurea) tornando-os escuros e densos, já os não carnívoros isto não acontece suas áureas são claras, sutis e leves.
Quando entramos em um matadouro, sentimos as vibrações ruins no ambiente, este lugar esta impregnado das energias nocivas desprendidas dos animais, pelos horrores, raivas, gemidos, dores, pois percebem que vão serem assassinado e indefesos, descarregando também uma quantidade maior de adrenalina na corrente circulatória indo para o organismo
humano que ingerem carnes. Estas vibrações podem ser medidas através da radiestesia. Todas estas impregnações referidas vão impregnar nos corpos energéticos, provocando desequilíbrio psíquico, e o sangue dos animais que foram derramados, evapora-se e a energia vital ficam isoladas e ao comerem as carnes, elas se aglutinam e formam vidas que
precisam se alimentar para continuarem a viver então elas sugam as energias dos corpos energéticos das pessoas que comem a carne, deixando-os com poucas energias, brancos sem cor, enfraquecidos, sem resistências e totalmente desanimadas e vulneráveis.
Todos nós sabemos, que existem leis no Brasil de Proteção aos Animais, com uma fiscalização rigorosa, quando encontram alguém com algum animal retirado do seu habitat, são punidos judicialmente e existe Lei também proibindo a criação de animais em circos, devido os maus tratos no adestramento e mesmo o mal trato na alimentação. Mas aí ficamos na duvida e os animais que são aprisionados em currais em granjas e posteriormente são assassinados barbaramente, sem nenhum tipo de defesa, para comerem as suas carnes e mesmo comercializa-las para o exterior? Onde estão estas Leis de Proteção aos Animais? Os Órgãos de defesas dos animais? Ou será que os Bovinos, Caprinos, Ovinos, Suínos, as
Aves, os Repetis e Peixes, não são considerados animais? O título desta Lei terá que ser revisado, ou será para todos os animais em geral ou especificar somente para algumas espécies. O dramaturgo, George Bernard Shaw, escreveu: “Oramos aos Domingos para que possamos ter Luz”.
Que guie nossas passadas na trilha que palmilhamos.
Estamos saturados de guerras. O conflito não nos seduz;
Mesmo “assim é dos mortos que nos fartamos”.
Srila Prabhupâda diz:
“Na sociedade humana, se alguém mata um homem, tem que ser punido. Esta é a Lei do Estado. Por ignorância, as pessoas não percebem que existe um Estado completo, controlado pelo Senhor Supremo. Todo Ser Vivo é filho do Senhor Supremo e ele não tolera que se mate nem mesmo uma formiga. Tem que se pagar por isto.”
Plutarco um grande sábio grego disse:
Que o defensor da alimentação animal seja forçado a uma experiência da conveniência da mesma e recomenda que rasgue um cordeiro vivo com seus dentes e mergulhando sua cabeça nos órgãos vitais deste e mate sua sede com sangue
fumegante, então e só então terá alguma lógica.”
O mais grave é o que virá agora, são os males causados na Alma, a centelha Divina, a Divindade que habita o nosso corpo. Existem vária Leis Cósmicas entre elas que nos interessa no momento: “Ninguém tem o direito de interromper o ciclo de vida do outro,” uma outra dos 10 mandamentos escrita pelo Grande Sacerdote Egípcio,
mais conhecido no Ocidente como Moisés, onde diz “Não Matarás”, simplesmente assim, sem nenhum parêntese, especificando o Ser Humano. Então constantemente estamos violando esta Lei Cósmica, interrompendo o ciclo de vida de nossos irmãos menores, matando-os friamente e sem nenhum remorso. Outra Lei Cósmica é a de Causa
e Efeito, “O Que Plantares Colherás” Gibran Khalil Gibran, o grande Profeta Libanês em seu livro O Profeta, quando alguém lhe pergunta para falar sobre os alimentos, ele vai dizendo, mas quando chega à carne ele diz:
“Quando fores imolar um animal, chega a sua frente e diz, da mesma maneira que eu te imolo, também serei imolado, da mesma maneira que eu como a sua carne a minha também será comida”. Isto diz tudo sobre a Lei de Causa e Efeito, tudo que fizeres , serás responsáveis pelos seus atos e a Lei Cósmica se Cumpre, porque elas são constantes e imutáveis.
O nosso corpo físico é o Templo de nossa Alma, ele foi construído para abrigá-la. O Templo tem que estar bem limpo, cheiroso e perfumado, para que possa manifestar ou aflorar a Divindade em nós, mas o que acontece é que este Templo infelizmente foi transformado em um cemitério ambulante, onde são depositados pedaços de cadáveres de irmão
menores. A Alma fica agoniada querendo sair daquela imundice daquele local mal cheiroso. Isto é a profanação do Templo. É com muito pesar e tristeza, que ainda presenciamos algumas Instituições Religiosas que ao terminarem o ato religioso, algumas vezes convidam os fieis a participarem de um suculento churrasco na maioria das vezes regado de
bebidas alcoólicas, desfazendo tudo aquilo que estava maravilhoso, tudo em nome de “Angariar Fundo”.
Deus, a fonte do Amor Puro e Perfeito, jamais ensinaria a alguém matar, principalmente para comer. Enquanto a humanidade viver neste mundo irreal sem parar para refletir, sobre os seus atos, quanto mais cometerem Desta maneira, esses erros, cada vez mais ficarão ligados e fixados neste Planeta, tornando-se cada vez mais homens da terra, sem a mínima condição de se manifestar ou aflorar em si a Divindade. Desta maneira continuaremos a viver nos desejos, ilusões e paixões. Para alcançar a condição de Homem Divino, precisaremos de nos libertar de tudo isto. Na medida em que matamos os animais, também seremos mortos, a medida que derramamos o sangue deles o nosso também será derramado, basta ver os inúmeros acidentes, cirurgias, guerras entre outros, onde milhares de pessoas são mortas e seu sangue derramado. Assim a Lei Cósmica se cumpre.
De nada adiantam, os governantes gastarem bilhões de dólares com papeis, reuniões para acabarem com as guerras se não pararem de matar os irmãos menores e comerem suas carnes. É péssimo o relacionamento humano para com os animais, eles também como nós fazem parte da Natureza, temos o dever de amá-los e respeita-los. Eles também são agentes da evolução ao seu nível, eles também fazem parte da Alma Divina e participam no Plano Divino. Somos favoráveis às proposições atribuídas ao grande sábio e mestre Pitágoras que diz “Enquanto os homens continuarem a destruir sem piedade os seres vivos dos reinos inferiores, não conhecerão nem a Santidade, nem a Paz. Enquanto eles massacrarem os animais, haverão de se matarem entre si, com efeito, quem semeia morticínio e dor, não pode colher alegria e Amor”. E a Lei Cósmica se Cumpre.
Esta matéria e dedicada a todos que querem mudar sua vida para melhor, devem ler uma vez e posteriormente estudar e refletir. Esta é minha contribuição e espero que façam um bom proveito. Lembrando-se que as Leis Cósmicas, são Constantes e Imutáveis..


Texto extraído do: TRIBUNA ANIMAL - A voz dos animais .'.
http://tribunaanimal.org Fornecido por Joomla! Produzido em: 27 August, 2010, 15:28

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os pés conduzem o corpo, e a mente traça o caminho"

Postar um comentário